Camila recebeu uma cadeira de rodas nova e doou a sua para Helen


Dez anos atrás, Camila de Oliveira Santos, 17 anos, residente em Itaquaquecetuba (SP), ganhou uma cadeira de rodas, que usava somente para percorrer longas distâncias, pois, até então, andava de muletas. Mas, depois de uma cirurgia, precisou usar a cadeira com mais frequência e, então, percebeu que o equipamento estava pequeno.

Edineuza Vieira de Oliveira, a mãe, conta que Camila nasceu aos 7 meses de gestação, mas somente aos 11 meses de vida é que foi constatada a paralisia cerebral, pois, durante esse período ela não sentava e nem engatinhava. Felizmente, o cognitivo de Camila não foi muito afetado e ela pode frequentar a escola e levar uma vida normal, com algumas limitações.

Atualmente, diante da necessidade de uma nova cadeira, Edineuza soube por meio de outras mães de crianças especiais que a ONG Fazer o Bem Transforma (FBT) doava cadeiras de rodas para quem não tem recursos para compra-las.


“O trabalho da FBT é muito importante porque a fila é grande. Têm casos graves e a cadeira adaptada é muito cara. O trabalho é muito bonito e faz a felicidade de muitas mães”, disse ela, durante o evento de entrega de cadeiras de rodas, promovido pela FBT, no início de dezembro, em Cotia (SP).

Camila e Helen

Por meio da FBT, Camila recebeu uma cadeira de rodas nova e acabou doando a sua cadeira usada para Helen Pires, 12 anos, residente no Jardim Tomas, em Santo Amaro, S. Paulo (SP). A doação foi intermediada pela presidente da FBT, Cristina Faviere. “A cadeira servirá para Helen, até que a gente consiga comprar uma nova para ela”, disse.


Texto: Márcia Alves |Fotos: Carlos Candido


Posts Em Destaque
Posts Recentes