Crianças beneficiadas pela ONG FBT (parte 3)

Conheça as crianças beneficiadas pela FBT com cadeiras de rodas adaptadas, na entrega do dia 19 de agosto. Saiba suas histórias e como as novas cadeiras mudam suas vidas.

A pequena e graciosa MARYA EDUARDA DA SILVA AZEVEDO, de 4 anos, nasceu com rara doença osteogênese imperfeita, mais conhecida como ossos de vidro, cuja principal característica é a fragilidade dos ossos, que se quebram facilmente. “Só soubemos quando nasceu com cerca de 30 traumas e fraturas. Os ossos quebram muito facilmente, já quebrou trocando de roupa e até quando tomou um susto. Ela está tomando um remédio que fortalece mais os ossos”, diz o pai Wellington Martins de Azevedo, residente em Heliópolis. A mãe Adriana Salviano da Silva conheceu a FBT por meio de uma amiga, cujo filho também foi beneficiado pela ONG. “A cadeira nova vai ajudar muito, melhorando a locomoção e evitando que os ossos dela se quebrem tanto”. A cadeira de rodas foi doada pela FBT, com recursos arrecadados na Feijoada Beneficente, promovida em julho.

Márcia Costa e José Antonio de Freitas comemoraram a primeira cadeira de rodas adaptada recebida pelo neto MATHEUS COSTA BENTO, 4 anos, portador de paralisia cerebral e de uma síndrome ainda não diagnosticada. Residentes no Jabaquara, ambos obtiveram a guarda do menino, depois de constatarem que a mãe biológica não estava cuidando adequadamente. O pai da criança é ausente. Por isso, os avós se revezam nos cuidados com a criança. “Ela é enfermeira dele dia e noite. Às vezes, quando ela quer dormir, eu uso a bombinha de sucção no Matheus para aspirar”, diz o avô. Márcia conheceu a FBT por meio de uma amiga e verificou na página da rede social da entidade que diversas crianças já foram beneficiadas. “A cadeira vai ajudar em tudo, na respiração dele e na postura. É uma luta, mas compensa, é muito amor”, diz a avó. Matheus recebeu sua cadeira da FBT, no dia 19 de agosto, por meio de doação da Sompo Seguros.


Feliz com a cadeira nova recebida da ONG FBT no dia 19 de agosto, em evento realizado no Clube Juventus, a pequena MICHELE RAMOS DA SILVA MENDES MORAIS, de 4 anos, portadora de paralisia cerebral, não se continha. “Ela adorou, saiu pulando em cima da cadeira”, diz a mãe Bárbara Ramos da Silva, residente em Pirituba, que veio ao evento na companhia do avô da menina, Germano Argemiro Azevedo.

A última cadeira de Michele ficou inutilizada após a quebra de uma peça. Por isso, há mais de um ano era carregada no colo pela mãe, que se queixa da falta de consciência de algumas pessoas em relação ao direito de preferência de atendimento das pessoas com deficiência. “Agora, com a cadeira, as pessoas verão que é uma criança especial e darão mais atenção”, diz. “Estou muito feliz”, acrescenta. A cadeira de rodas foi doada pelo Dr. Thiago Prata, do Hospital Medicina dos Olhos de Osasco (HMO), por intermédio da FBT.

Aos 5 anos, MURILO SANTOS MORAIS, que é portador de paralisia cerebral, está crescendo e já é mais alto do que as crianças de sua idade. Com isso, a sua cadeira de rodas ficou pequena e passou a incomodá-lo. Dia 19 de agosto, a ONG FBT entregou uma nova cadeira de rodas adaptada para o menino. A Avó e tutora legal Regina Morais, residente na Cidade Tiradentes, diz que a cadeira ajudará bastante nesse momento. Ela relata que o menino nasceu prematuro e logo manifestou a paralisia cerebral. Porém, os pais não aceitaram o problema da criança. “Se não aceitar o diagnóstico, não tem como dar o tratamento que a criança precisa. Por isso, estou com a guarda dele desde então”, diz. Sobre a cadeira, Regina reconhece: “estávamos precisando muito”. A cadeira de rodas foi doada pelos amigos de Eduardo Soares, do Jornal Notícias de Cotia, por intermédio da FBT.


“A pessoa que doou a cadeira não conhece a minha história, a história da minha família, do meu filho, mesmo assim teve um gesto de bondade e doou algo que é tão importante para nós”, disse Maria da Silva, mãe de PEDRO HENRIQUE SILVA DOS SANTOS, de 11 anos, portador de paralisia cerebral e hidrocefalia, residente em Parelheiros. O menino tinha apenas uma cadeira simples, que a mãe comprou dois anos atrás. Mas, por falta de recursos, ela não conseguiu adaptar completamente. Com a cadeira pequena e inadequada, Maria já aguardava há anos na fila do Sistema Único de Saúde, até que quatro meses atrás conheceu a ONG FBT, por meio da indicação de outras mães especiais. No dia 19 de agosto, data da entrega da cadeira, o menino não continha a ansiedade. “É muito gratificante estar aqui e saber que mesmo em meio à crise tem muitas pessoas fazendo o bem para outras pessoas que sequer conhecem”, disse Maria. A cadeira de rodas foi doada por Gilmar Bizulli, por meio da FBT.



PEDRO LUIS KOIZUMI FERREIRA, 16 anos, portador de paralisia cerebral, foi beneficiado pela ONG FBT com uma cadeira de rodas adaptada, entregue no dia 19 de agosto em evento realizado no Clube Juventus. Residente em Osasco, a mãe Sandra Regina Oliveira Koizumi relata que a antiga cadeira do menino foi adquirida em 2012, por meio de recursos juntados por toda a família. Em 2015, uma pequena reforma melhorou as condições do equipamento, que, atualmente, já estava pequeno para Pedro. Em janeiro, a mãe entrou em contato com a FBT, por meio da indicação de outras mães especiais, e em agosto recebeu a esperada cadeira para o filho. “A partir do momento que a gente olha nosso filho bem posicionado na cadeira, é tudo, conforta o coração. Estou muito feliz e serei grata pelo resto da vida”. A cadeira de rodas foi doada pela Sompo Seguros, por intermédio da FBT.


Depois que a cadeira de rodas de seu filho quebrou no meio da rua, Carmem Lucia Alves Lopes, residente em Itapevi, conseguiu outra. Mas, era pequena para o tamanho de RAFAEL CRISTIAN LOPES CORREA, de 11 anos, portador de paralisia cerebral. “Estava ruim, usamos transporte público e ele andava com o pescoço pendurado”, diz. Sete meses atrás ela conheceu Cristina Faviere, presidente da ONG FBT, e no dia 19 de agosto seu filho recebeu uma cadeira de rodas adaptada. “Estou muito feliz, agora tudo vai melhorar”, diz. A cadeira de rodas foi doada pela Sompo Seguros, por intermédio da FBT.


Ao receber da ONG FBT a nova cadeira de rodas adaptada para a filha RAPHAELA COSTA OLIVEIRA, de 14 anos, dia 19 de agosto, a mãe Márcia sequer acreditava. “Depois de ter visto a Rapha tirando as medidas para a cadeira nova, eu custei a acreditar que ela, enfim, ia trocar a antiga, que causou tantos problemas”, diz. Residente no Morro Doce, ela relata que a meningite que menina adquiriu aos dois anos de idade afetou seus movimentos, mas não a parte cognitiva. “Agora, a nova cadeira foi feita no formato do corpo dela e ficou show de bola”, diz. A cadeira de rodas foi doada por um doador anônimo, por intermédio da FBT.


As gêmeas Rebeca e RHAYANNE DOS SANTOS, 7 anos, nasceram de parto prematuro aos seis meses de gestação. Mas depois de três semanas, Rhayanne teve uma parada cardiorrespiratória, cujas sequelas afetaram seus movimentos. Um ano atrás, ela ganhou uma cadeira de rodas que pertencia a uma amiga, que, atualmente, está pequena. “Não dá para fechar o cinto e ela fica desconfortável”, diz a mãe Cristiane Faria dos Santos, que mora no Jabaquara. Dois meses atrás, ela conheceu a ONG FBT e foi beneficiada com uma cadeira de rodas adaptada, no dia 19 de agosto. A empresa, que é responsável pela adaptação de todas as cadeiras entregues pela FBT, doa uma cadeira a cada cinco compradas. “A Rhayanne está muito feliz com a cadeira porque poderá voltar a estudar”. Diz. A cadeira de rodas foi doada pela empresa Adaptadas, parceria da FBT.

A pequena RHILARY VITORYA ALVES, 3 anos, adquiriu hidrocefalia e mielomeningocele ao nascer e depois, aos seis meses de vida, perdeu a visão por causa de uma meningite. A mãe Rosangela Alves Lins, residente em Taboão da Serra, conta que a menina passava muito tempo deitada por falta de cadeira de rodas. Com dificuldades para transportar a menina para os tratamentos, ela criou esperança de adquirir uma cadeira depois de conhecer a ONG FBT. A nova cadeira de rodas adaptada foi entregue para a sua filha no dia 19 de agosto. “Com certeza, agora não fico mais em casa nos finais de semana. Não tenho nem palavras expressar o que eu estou sentindo, é muita emoção”, diz. A cadeira de rodas foi doada pela Sompo Seguros, por intermédio da FBT.


Texto: Márcia Alves |Fotos: Lu Gebara e Gisele Maia



Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
INSCREVA-SE PARA RECEBER ATUALIZAÇOES
  • Grey Facebook Icon

© 2017. FAZER O BEM TRANSFORMA. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por WORDCOMM.

São Paulo (SP) |  contato@fazerobemtransforma.org.br|  Tel. 11- 99970 9714